Como aproveitar a academia do seu prédio

Trânsito, chuva, frio, cansaço ou falta de tempo: independentemente de qual seja a sua desculpa favorita para queimar o treino, as academias dos prédios e condomínios chegaram para acabar com elas. Segundo o educador físico e personal trainer Alexandre Varela Ribeiro, alguns cuidados precisam ser levados em consideração para que o seu treino gere resultados.

Quer saber quais são eles? Confira aqui como aproveitar a academia do seu prédio:

 

Quais os cuidados que se deve ter ao treinar sozinho?

O ideal mesmo é procurar uma ajuda profissional, pois existem muitos detalhes que não são percebidos pelos praticantes, como, por exemplo, a periodização do treinamento, distribuição das cargas de treino, entre outros. Mas, se optar por treinar sem um acompanhamento, o ideal é fazê-lo em três partes: aquecimento, parte principal do treino e regeneração.

O aquecimento deve ser de, no mínimo, cinco minutos. Ele serve para aumentar a temperatura corporal, melhorando a vascularização nas extremidade do corpo e, aos poucos, prepará-lo para uma intensidade maior de treino. Na sessão principal deve haver fortalecimento muscular, treino de força e exercícios aeróbicos. Já no período regenerativo, é muito importante o alongamento e liberação miofascial. Alongar-se ao final do treino é fundamental, pois a prática irá auxiliar na remoção de resíduos metabólicos deixados durante o exercício.

 

Dicas de exercícios para treinar sozinho

Na verdade, é preciso observar o nível de condicionamento e objetivos do praticante, mas, de modo geral, todos podem realizar exercícios aeróbicos denominados de treinamento geral (bicicleta, esteira ou elíptico) com a duração de 20 a 40 minutos, somados a exercícios de fortalecimento muscular como agachamento e abdominais. Procurar um personal que elabore um treino personalizado para as suas necessidades é o mais indicado, mas você também pode baixar algum aplicativo.

 

Qual a importância do exercício físico no inverno?

O exercício físico deve ser praticado de forma contínua como um estilo de vida (ou seja, em todas as estações do ano). Especificamente no inverno, o corpo faz vasoconstrição do sistema arterial e neuromuscular — com isso, existe uma tendência de aumentar a pressão arterial (PA) e gerar uma futura hipertensão. 

O treinamento vem a contribuir para diminuir a pressão arterial e liberar hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar, como serotonina, dopamina e endorfinas (ambos são antidepressivos). Porém, existe uma intensidade e tempo de execução para atingir tal benefício hormonal. Além disso, tenha cuidado com a respiração: é preciso inspirar pelo nariz, a fim de aquecer, filtrar e umedecer o ar, que chegará oxigenado para o pulmão, e realizar a expiração pela boca.

 

Respeite os limites do seu corpo! Comece aos poucos e vá evoluindo os exercícios conforme perceba que é capaz de ir além. Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais dicas de exercícios? Procure por um profissional de confiança da área e utilize a academia do seu prédio de forma segura e correta!