Bez Batti: conheça as obras de um dos maiores escultores brasileiros

Gaúcho raiz, João Bez Batti nunca abandonou seu estado natal apenas trocou de cidade. Hoje, em Bento Gonçalves, vive e produz suas esculturas, que dão ao seu lar um novo significado de caminho das pedras. Seu trabalho não chama a atenção apenas pela beleza das peças, mas nos ensina o poder da paciência. É ela que permite que o artista dê as mais variadas formas ao basalto, mesmo que demore anos para que a obra fique exatamente como ele deseja.

Bez Batti é uma das maiores inspirações da Censi Fisa. Quer saber o porquê? Aqui, vamos mostrar a você um pouco da história e das obras desse artista, considerado um dos maiores escultores brasileiros em atividade.

A vida de Bez Batti

Nascido em Venâncio Aires, em 1940, Batti sempre se interessou por pedras. Foi um garoto criado nas margens do Rio Taquari, colecionando seixos. Estudou desenho com Vasco Prado e Zorávia Bettiol, de 1959 a 1964. Expõe desde 1962 ano em que fez sua primeira exposição solo no ateliê de Vasco e Zorávia. Em 1977, expôs no Centro de Estudos Brasileños, Buenos Aires, e, em 1978, na extinta Galeria de Arte do Clube do Comércio, Porto Alegre.

Hoje, o basalto é o seu material favorito, embora também domine muito bem mármore, bronze e madeira. A figura humana é dominante em seus trabalhos, que, por vezes, também são bastante abstratos. Participou de importantes coletivas no país e exterior. Até hoje, agracia a todos com exposições na capital gaúcha e até mesmo visitas ao seu ateliê, onde recebe quem o procura, sempre de braços abertos.

A obra de Bez Batti

Em entrevista para Fabrício Carpinejar, Bez Batti revelou que alguns de seus trabalhos podem demorar 10 anos para ficarem prontos. Seu processo vai do primeiro esboço ao desenho final; até a identificação do material adequado e à lapidação com diferentes ferramentas e métodos. Para ele, cada pedra é única e carrega uma identidade própria, por isso ele explora cada canto em busca das melhores. O basalto, por exemplo, vem de diferentes lugares: o preto é de Bento Gonçalves, o sanguíneo vem de Caxias do Sul e o cacau é proveniente de Vacaria.

Incontáveis são as obras que tomaram vida através das mãos do artista. 

Confira suas esculturas

As obras abaixo fizeram parte de uma das exposições do artista no complexo da Villa Sergio Bertti em Gramado:

Gostou de saber mais sobre esse importante artista brasileiro? Nós, da Censi Fisa, não nos cansamos de admirar a genialidade de Bez Batti. Ele é, inclusive, um de nossos parceiros na idealização de um de nossos mais novos empreendimentos: o Le Pierre Résidence! Que tal saber mais sobre ele?